Buenos Aires é uma cidade histórica, sendo possível observar isso em sua arquitetura com grande influência europeia. Em vista disso separamos 4 grandes destaques da arquitetura da cidade e que a tornam uma referência mundial.


Teatro Colón

O Teatro Colón é a principal casa de ópera da Argentina, por seu tamanho, acústica, história e valor artístico da construção. Sua acústica é considerada uma das cinco melhores do mundo, principalmente por seu auditório ser em forma de ferradura.

O Teatro Colón está localizado no centro de Buenos Aires. Ele conta com uma arquitetura em estilo eclético (mistura de estilos arquitetônicos). Sua inauguração foi em 1908 e de 2006 a 2010 o teatro passou por uma longa reforma para obter a aparência atual.


Puente de la Mujer

Esse é um símbolo da modernidade de Buenos Aires. Inaugurado em 2001 e assinado pelo famoso arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a passarela fabricada na Espanha e levada em pedaços para a Argentina, se destaca em meio à paisagem de Puerto Madero, que fica em um dos bairros mais modernos e elegantes da cidade.

O objetivo dessa obra é ser uma ponte de pedestre giratória, construída dessa forma para permitir a passagem das embarcações à vela que navegam pelos diques do Puerto Madero.


El Ateneo Grand Splendid

El Ateneo Grand Splendid é uma das melhores livrarias de Buenos Aires. A construção da edificação é de 1919, desde então acomodou cinema e teatro, onde foram feitas grandes apresentações de tango. A partir de 2000 foi adquirida pelo Grupo Ilhsa que a transformou em em uma loja de livros e músicas. Mais de um milhão de pessoas visitam a livraria por ano.

A construção em estilo eclético (mistura de estilos arquitetônicos) apresenta afrescos no teto, assim como muitos outros detalhes da época em que era teatro. Já foi classificada pelo The Guardian como a segunda livraria mais bonita do mundo.


Galerías Pacífico

Galerías Pacífico é um shopping center de Buenos Aires, contando com 150 lojas e 3 andares. A edificação foi construída em 1889 para acomodar uma loja no estilo francês, depois disso acomodou diferentes estabelecimentos e passou por diferentes reformas, até 1992 quando se tornou um shopping.

A edificação é declarada como monumento histórico nacional. Atualmente, o shopping abriga muitas lojas de luxo internacionais. No mesmo edifício também funciona o Centro Cultural Borges. O espaço foca especialmente nas artes plásticas e na fotografia.